Expocine apresenta acessibilidade nos cinemas - TICTAG

Blog

Expocine - Imagem de uma sala de cinema com os equipamentos da Riole acessíveis para pessoas com deficiência visual e auditiva
30 set, 2019

Expocine apresenta acessibilidade nos cinemas

Inicia amanhã, dia 1º de outubro, e prossegue até sexta (4), a 6ª edição da Expocine, no Centro de Convenções Frei Caneca em São Paulo. Entre as novidades está o kit cinema, que permite a pessoas com deficiência visual e auditiva se divertirem em uma sessão de cinema, recebendo todas as informações para o entendimento do filme e trazendo acessibilidade às telonas. A tecnologia é desenvolvida pela Riole, empresa paranaense fundada em 1982, que também é patrocinadora do maior evento do segmento na América Latina e segundo maior no mundo.

O kit cinema promete chamar a atenção do setor de quem passar pelo stand da Riole. Na oportunidade eles apresentarão sua mais recente inovação: o ProAccess – Sistema de Acessibilidade para Cinemas. Para as pessoas com deficiência auditiva, o equipamento tem uma tela pela qual é transmitida a tradução em LIBRAS do filme. Já para as pessoas com deficiência visual, por meio de fones de ouvido, é possível ouvir a audiodescrição do filme.

“É muito gratificante ver a alegria dessas pessoas poderem participar de uma sessão de cinema com toda a autonomia que precisam. Muitas delas, jamais tinha ido a uma sala de cinema e queremos aumentar ainda mais esse público com a demonstração dos nossos produtos na Expocine”, explica Cristiane Moro, diretora da Riole à frente do projeto.

Vale lembrar que o Brasil tem cerca de 3 mil salas de cinema e, até o dia 1º de janeiro de 2020, todas as de grande porte deverão estar equipadas com ferramentas de acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva, beneficiando um público-alvo estimado, segundo dados do IBGE, em torno de 10 milhões (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, sancionada em 2015).

Entre em contato

Tic Tag Comunicação & Educação Acessíveis - Prestação de serviços nas áreas de educação, editoração, comunicação e acessibilidade - Audiodescrição (AD) e Legendagem para Surdos e Ensurdecidos (LSE).