Jornalista cego lança livro sobre provérbios da cultura brasileira - TICTAG

Blog

Audiodescrição da capa Sobre um fundo bege na parte superior está escrito em letras maiúsculas alaranjadas, o título: "Casa de Ferreiro, Espeto de Pau. Abaixo, em letras menores marrom-escuras, o subtítulo: Provérbios e seus possíveis significados. Do canto superior direito até o meio da capa, um desenho de mão masculina semiaberta. Na palma, há letras alaranjadas e marrons. Por entre os dedos escorrem alternadamente letras brancas em fundo alaranjado e em fundo marrom-escuro que formam provérbios. Elas escorrem até a borda inferior da capa. Do lado esquerdo entre o meio da capa e borda inferior, lê-se Ednilson Sacramento. Roteiro da audiodescrição: Clara Carybé e Gabriela Miranda Consultoria: Ednilson Sacramento.
29 mar, 2021

Jornalista cego lança livro sobre provérbios da cultura brasileira

A transmissão de saberes por meio de ditados populares é o que motiva a elaboração do livro “Casa de ferreiro, espeto de pau: provérbios e seus possíveis significados”. O e-book, que será lançado ao vivo na próxima segunda-feira (29), às 19h, no YouTube, também possui uma versão em audiolivro, acessível para pessoas cegas e com baixa visão, e será disponibilizado gratuitamente. O livro foi escrito pelo jornalista, escritor e produtor cultural baiano Ednilson Sacramento, que ouviu muitos desses ditados dos mais velhos e reuniu no livro mais de 350 expressões da tradição oral. Os dizeres são acompanhados por suas possíveis interpretações, situações em que podem ser usados e uma lista de músicas onde encontramos essas expressões da cultura popular.

Audiodescrição da capa Sobre um fundo bege na parte superior está escrito em letras maiúsculas alaranjadas, o título: "Casa de Ferreiro, Espeto de Pau. Abaixo, em letras menores marrom-escuras, o subtítulo: Provérbios e seus possíveis significados. Do canto superior direito até o meio da capa, um desenho de mão masculina semiaberta. Na palma, há letras alaranjadas e marrons. Por entre os dedos escorrem alternadamente letras brancas em fundo alaranjado e em fundo marrom-escuro que formam provérbios. Elas escorrem até a borda inferior da capa. Do lado esquerdo entre o meio da capa e borda inferior, lê-se Ednilson Sacramento. Roteiro da audiodescrição: Clara Carybé e Gabriela Miranda Consultoria: Ednilson Sacramento.

“A gente tá assistindo uma revalorização da oralidade, porque viemos de uma tradição de supervalorização da palavra escrita e esse projeto é muito interessante pois, além de contar com uma versão escrita, ele se encaminha para a produção oral através do audiolivro”, comenta o diretor do livro e da leitura da Fundação Pedro Calmon, Armando Almeida, convidado para o evento de lançamento. A noite também conta com a apresentação musical do cantor e compositor Genival Brandão, a participação do poeta, cordelista e escritor Luís Campos e a condução do evento será feita pelo mestre de cerimônias Tonho Matéria.

Todo o evento contará com recursos de audiodescrição e tradução simultânea em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). No chat da live o público será convidado a compartilhar suas histórias com os provérbios e poderá fazer perguntas. Após o evento, o livro ficará disponível para download no site do autor, onde leitores também podem sugerir outros dizeres para serem futuramente incorporados à segunda edição do livro, dando continuidade à obra que, como a cultura popular, é viva.

A publicação conta com uma versão em pdf, acessível para pessoas cegas e com baixa visão que fazem uso de leitores de tela, e também uma versão em audiolivro com narração da atriz e locutora Márcia Caspary. Além de ideal para o público com deficiência visual, os audiolivros também atendem pessoas com dislexia, déficit de atenção e até mesmo pessoas sem deficiência. Outra característica interessante e bastante oportuna deste tipo de publicação é o resgate da contação de história. “É muito bom ouvir uma história contada pela nossa mãe, avó… Uma pessoa lendo para a gente dá mais vida e organicidade para a história”, defende Caspary. Nada poderia ser mais adequado para falar de cultura oral.

Para Sacramento, a obra não é uma pesquisa acadêmica e nem um banco de dados de provérbios. “Não se trata de um levantamento dos maiores ou melhores ditados populares do planeta. Nem poderia ser. Pouco se sabe quando tudo isso começou e nunca se saberá quando deixaremos de proferi-los. É apenas um pouso no meio dessa estrada sem fim chamada linguagem”, comenta o autor.

O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Pedro Calmon (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Sobre o autor

Nascido em São Roque do Paraguaçu, distrito de Maragojipe (BA), Ednilson Sacramento é formado no Bacharelado Interdisciplinar de Humanidades e em Jornalismo pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), onde atualmente estuda Produção em Comunicação e Cultura. Produtor de conteúdo digital, há 25 anos ele perdeu a visão com o agravamento de uma retinose pigmentar e hoje atua como ativista pelos direitos da pessoa com deficiência.

Desde os anos 1980 Sacramento se interessava em produzir conteúdo para rádios comunitárias, shows independentes, discos, fanzines e eventos culturais. Nessa trajetória se destacam trabalhos como o Telefanzine, em 1994 – uma revista eletrônica sobre a cena cultural de Salvador acessada via telefone; a edição do livro Rock Baiano: História de uma cultura subterrânea, em 2001; e o lançamento, em 2017, do guia Pauta Eficiente: Como abordar a deficiência na imprensa. Em seu mais novo livro, “Casa de ferreiro, espeto de pau: provérbios e seus possíveis significados”, ele resgata a cultura da tradição oral e da sabedoria popular em mais de 350 provérbios.

#PraTodosVerem #Audiodescrição da capa

Sobre um fundo bege na parte superior está escrito em letras maiúsculas alaranjadas, o título: “Casa de Ferreiro, Espeto de Pau. Abaixo, em letras menores marrom-escuras, o subtítulo: Provérbios e seus possíveis significados. Do canto superior direito até o meio da capa, um desenho de mão masculina semiaberta. Na palma, há letras alaranjadas e marrons. Por entre os dedos escorrem alternadamente letras brancas em fundo alaranjado e em fundo marrom-escuro que formam provérbios. Elas escorrem até a borda inferior da capa. Do lado esquerdo entre o meio da capa e borda inferior, lê-se Ednilson Sacramento.
Roteiro da audiodescrição: Clara Carybé e Gabriela Miranda Consultoria: Ednilson Sacramento.

SERVIÇO
Lançamento do livro
“Casa de ferreiro, espeto de pau: provérbios e seus possíveis significados”
Quando: 29/03 (segunda-feira), às 19h
Onde: Youtube
O livro será disponibilizado gratuitamente no site do autor

CONTATO
Assessoria: (75) 99248-9870 – Matheus Buranelli
Ednilson Sacramento: (71) 98108-0509 | (71) 99258-1961
Instagram: @sacramentoednilson

 

Entre em contato

Tic Tag Comunicação & Educação Acessíveis - Prestação de serviços nas áreas de educação, editoração, comunicação e acessibilidade - Audiodescrição (AD) e Legendagem para Surdos e Ensurdecidos (LSE).