37ª Oficina de Música: cursos inclusivos para pessoas cegas e baixa visão - TICTAG

Blog

Oficina - Em uma sala aula, alunos em semi-círculo sentados em cadeiras de frente para o professor Luiz Amorim. Professor está em pé de costas para a foto e de frente para os alunos.
10 dez, 2019

37ª Oficina de Música: cursos inclusivos para pessoas cegas e baixa visão

Logo mais às 13h50, no Instituto Paraense de Cegos, ocorrerá a aula inaugural da 37ª Oficina de Música de Curitiba, evento que acontecerá de 15 a 26 de janeiro. A edição de 2020 homenageia os 250 anos de Ludwig van Beethoven, compositor que perdeu a audição com o passar dos anos. Serão apresentações e cursos de inclusão da pessoa com deficiência, além de execução das principais obras de Beethoven em concertos.

A aula inaugural, aberta ao público e músicos interessados, será com apresentação dos alunos do professor e violinista Luiz Amorim, responsável pelos cursos inclusivos da Oficina. Esta aula apresentará um panorama do que será oferecido, como a vivência das etapas de produção de uma obra para apresentação em espetáculos, desde a escolha do repertório e os procedimentos de adequação das músicas aos intérpretes até a apresentação em público.

“A ideia é que esse evento antecipado chame a atenção para a proposta inclusiva da Oficina de Música e mais pessoas possam participar desses cursos”, disse Marino Galvão Jr, diretor executivo do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, um dos realizadores do evento.

As oficinas a serem ministradas e com inscrições abertas para pessoas com deficiência visual, interessados e curiosos são: Fundamentos do Sistema Braille e da Musicografia Braille e Prática de Música para Pessoas com Deficiência Visual.

Oficinas inclusivas e gratuitas
Nesta 37ª edição, a Oficina de Música oferece quatro cursos na categoria especial, três deles ministrados por Amorim. O professor é idealizador do Música Tátil, projeto que desenvolve de forma voluntária e busca estabelecer em Curitiba um serviço de apoio à formação musical profissionalizante de pessoas com deficiência visual.

Na categoria especial, dois cursos ainda estão com vagas abertas. Fundamentos do Sistema Braille e da Musicografia Braille se destaca pelos conteúdos como História da Grafia Braille, Lógica das Claves, Sinais de Intensidade e Alterações, Barras de Compasso e de Repetições.

Com apenas duas vagas, o curso Monitoria Voluntária – Fundamentos do Sistema Braille e da Musicografia Braille apresenta noções sobre convivência com pessoas com deficiência visual, seu sistema de escrita e sua partitura em relevo.

Para alunos com deficiência, as oficinas inclusivas serão isentas de taxa de inscrição, que pode ser feita pelo site www.oficinademusica.org.br. Depois de se inscrever, será gerado automaticamente um boleto, que não precisa ser pago. Basta enviar um e-mail para oficinademusica@fcc.curitiba.pr.gov.br informando a condição da deficiência visual, os dados da inscrição com o boleto não pago.

Observação: Pessoas com deficiência visual que tiverem dificuldades com o site, como segunda opção, podem ligar para: (41) 3321-2854. Falar com Lucilene.

Saiba mais:
Inscrições abertas do curso de Teoria Musical e Solfejo para pessoas com deficiência visual

Serviço: aula inaugural da 37ª Oficina de Música de Curitiba
Data: terça-feira (10/12)
Horário: 13h50
Local: Instituto Paraense de Cegos (Avenida Visconde de Guarapuava, 4186 – Centro)
Entrada franca

Fonte: com informações do site da 37ª Oficina de Música de Curitiba

Entre em contato

Tic Tag Comunicação & Educação Acessíveis - Prestação de serviços nas áreas de educação, editoração, comunicação e acessibilidade - Audiodescrição (AD) e Legendagem para Surdos e Ensurdecidos (LSE).